Blog

Blog do NetProfissões
COMO CRIAR UM CURRÍCULO PROFISSIONAL?

COMO CRIAR UM CURRÍCULO PROFISSIONAL?

  • Por NetProfissões
  • Carreira

O ano de 2019 já começou e uma de suas metas é alcançar o sucesso profissional? Confira agora as nossas dicas para redigir um currículo de sucesso.

Se um dos seus objetivos atuais é conseguir o emprego dos sonhos ou mudar de área profissional, já deve saber que construir um bom currículo é essencial para se qualificar para uma entrevista na empresa desejada.

O currículo será a primeira impressão que o recrutador terá de você, então, fazer o texto certo, que te destaque e te garanta uma maior visibilidade já mostrará o profissional que você é.

Como fazer um currículo assim?

Não há uma fórmula certa que funcione em todos os casos. A primeira regra de um bom currículo é que ele tem que ser personalizado para aquela vaga que você pretende.

Mas existem, sim, conceitos básicos que garantem melhores oportunidades na hora de concorrer à um emprego.

Fique por dentro das dicas a seguir e consiga uma colocação profissional.

FORMATAÇÃO

O currículo, por si só, não contrata ninguém. Mas ele é a sua primeira impressão e você já deve ter ouvido desde sempre que a primeira impressão é a que fica!

A formatação mais valorizada pelas empresas é aquela mais clean, sem tantas informações jogadas por todos os lados. E sem poluição visual.

Evite coisas engraçadinhas, figuras e emojis. As fontes mais adequadas são Arial, Times New Roman, Calibri ou Verdana, nos tamanhos de 9 a 11, dependendo do tamanho do currículo. Destaque os subtítulos com o tamanho 12 ou letras maiúsculas e faça pouco uso do negrito.

TÍTULO DO CURRÍCULO

O título será sempre o seu nome. Evite escrever “Curriculum Vitae”, expressão já há um bom tempo sem uso e mal vista pelos recrutadores. O seu nome pode – deve! – estar e negrito e com um tamanho de fonte maior do que o restante do texto. Destaque-se!

INFORMAÇÕES CADASTRAIS

Esse é o campo onde você colocará seus contatos e outras informações pessoais. Aqui, não há a necessidade de colocar como título “Informações cadastrais”, apenas o que interessa! Não peque por excesso!

Uma dica para que seu currículo fique com uma apresentação bonita e, ao mesmo tempo, formal é dividir esse campo em duas colunas, colocando na primeira o seu endereço, telefones e e-mail e, na segunda, informações como sua data de nascimento, nacionalidade e estado civil.

Aquele seu e-mail de criança, como “marialindinha” e “joãobonzão” precisará ser deixado de lado. Tenha um e-mail com seu nome e sobrenome para sua vida profissional. Afinal, é assim que você quer ser lembrado, não é?

Colocar o seu perfil do Facebook e Instagram também não é recomendado. A única rede social que pode aparecer no seu currículo é o Linked-In, já que se trata justamente e uma rede para este fim.

Muitos são os que ficam em dúvida se colocam a idade ou a data de nascimento. Sempre priorize a data, já que muitos currículos ficam guardados em bancos de dados da empresa e os profissionais podem ser recrutados meses – ou anos – depois.

OBJETIVO

O seu objetivo no currículo deve aparecer logo após suas informações pessoais.

Vale ressaltar que o objetivo é o cargo pretendido ou a área em que você quer atuar, e não um texto enorme dizendo qual a sua pretensão profissional.

Sendo assim, escreva somente o cargo de interesse. Se você está se candidatando para vários cargos em muitas empresas diferentes, lembre-se de redigir um currículo para cada uma em particular. Afinal, seu currículo não é um panfleto que será distribuído por aí! Lembra da primeira regra?

QUALIFICAÇÕES

É neste campo que você vai se autopromover da forma certa! Aqui é onde o recrutador vai se sentir atraído para ler seu currículo até o final.

Aproveite para explorar seus conhecimentos, competências e experiências. Não é hora de contar histórias, mas de se lembrar daquilo que você se destaca ao fazer.

Coloque em uns cinco tópicos informações como “Profissional com 10 anos de carreira na área de…”, “Experiência em….” e “Atuação em projetos voltados para…”. Seja sempre estratégico, assertivo e, principalmente, objetivo.

Isso tudo dará para a empresa que você quer trabalhar um panorama de quem é você profissionalmente. Dizer que é responsável, competente e pontual não cai bem no currículo. Afinal, essas são qualidades que todo profissional deve ter e não é motivo de destaque. Se você não é assim, está na hora de começar a ser!

FORMAÇÃO

Neste campo entrará as faculdades e escolas em que estudou, da mais atual para a mais antiga. Não precisa escrever todas. Foque nas duas ou três mais recentes, aquelas que farão a diferença na hora de você ser escolhido para assumir a vaga de emprego.

Coloque o nome do curso (por exemplo, Arquitetura, ou Ensino Médio), o grau (se é bacharelado, licenciatura ou técnico), a instituição de ensino e o ano de conclusão. Se ainda estiver em curso, coloque essa informação (“cursando” ou “em formação”).

Exemplo: História – licenciatura – UNIP Universidade Paulista – 2005

IDIOMAS

Caso tenha um bom nível de inglês ou outra língua estrangeira, escreva o idioma e sua fluência. Se participou de intercâmbio em outros países, essa informação será mais que bem-vinda em seu currículo. Não deixe de acrescentar!

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Assim como no tópico anterior, não precisa descrever todas as suas experiências de trabalho, caso você seja um profissional há muitos anos no mercado. Se você for jovem ou não tiver muitas experiências, coloque todas.

Comece descrevendo o nome da empresa, o cargo ocupado e o período em que esteve contratado. Algumas empresas gostam que esteja escrito também as suas funções ocupadas e resultados obtidos. Se você acrescentar essas informações, não deixe de ser breve, escrevendo, no máximo, duas linhas.

ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES OU OUTRAS INFORMAÇÕES

Escreva outros cursos que sejam importantes para a colocação que você pretende ou outras informações relevantes, como premiações que tenha recebido.

É legal colocar aqui informações sobre trabalhos voluntários, caso você já tenha feito. Atualmente são muitas as empresas que valorizam esse espírito solidário em trabalhos sociais.

Se souber utilizar softwares, como o Pacote Office, e as redes socias, deixe claro essa informação.

FINALIZANDO SEU CURRÍCULO

Lembre-se que todas as informações devem ser verdadeiras. Muitas são as pessoas que mentem em seus currículos e, ao realizar a entrevista de emprego, ficam com a cara no chão por não serem os profissionais que as empresas esperam. Não invente cursos ou experiências que você não é capaz de provar. Ser honesto é muito importante.

Se a empresa não pediu fotos, não envie junto com seu currículo. Isso já não é mais relevante para a maioria das seleções.

Também não acrescente números de documentos nem cópias de certificados – deixe isso para quando conseguir a vaga!

Se destaque de forma breve e com um texto claro. Deixe que todo o currículo preencha apenas uma página e organize para que as informações ocupem todo o papel, de forma que não sobre espaço em branco no final da folha.

Regra de ouro: não deixe para digitar seu currículo no dia que tiver que enviá-lo à empresa. Tenha modelos prontos para quando as oportunidades aparecerem. Só isso já te dará tranquilidade para se preparar para outros momentos cruciais de uma seleção profissional.

Lembre-se: você estará sendo avaliado através desse documento. O currículo é o papel que dirá se você será considerado ou descartado para a vaga. Então cuide para que seja o melhor possível e boa sorte!